Ficha de Mike de Hidra

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Mike de Hidra em Ter Set 05, 2017 8:26 pm
Nome: Mike Myers
Idade: 16 anos
Sexo: Masculino
Local de Nascimento: Topeka-Kansas, Estados Unidos da América
Veste: Hidra

Aspecto Físico: Alto, aproximadamente 1,80 de altura, ombros largos, pele clara, tem cabelo preto, curto e espetado e olhos azuis, veste uma jaqueta preta com botões com figuras de crânios, incluindo também nos detalhes dos seus bolsos. Debaixo ele usa uma camisa cinza sem estampa. Calças pretas, coturno, luva de couro em sua mão esquerda.

Psicológico: Egocêntrico, Narcisista, perfeccionista e competitivo, garoto que tem o esporte em seu sangue, não gosta de ficar para trás e seu desejo é sempre de ser e fazer o melhor, cobra das demais pessoas o mesmo que cobra de si, mas ainda sim não abre mão de quesitos básicos do caráter como a lealdade e honestidade, não desiste jamais de ajudar quem precisa.

História:
Sempre dizem que a historia de um guerreiro começa com uma motivação, mas na verdade começa quando sua constelação protetora brilha no dia de deu nascimento, nesse caso estamos falando de 1975, quando numa clinica da cidade de Topeka dentro do estado do Kansas, Marie Myers deu a luz a um menino, Mike.
O pai de Mike, Johnson Myers fora um grande atleta da universidade Ohio State, jogando futebol americano e Marie uma cheeleader da universidade Kansas State que se conheceram após a faculdade. Marie era uma mulher de gênio forte, claro havia sido líder de torcida toda a sua vida, com uma estante de troféus dos campeonatos que cantava, era sempre a mais competitiva e isso combinava com o orgulho e egocentrismo de Johnson, ele estava no Hall of Fame da universidade como recorde de passes para touchdowns.
Desse amor, nasceu Mike Myers. Aos 5 anos, o garoto entrou para o programa de football infantil da escola primaria de Topeka, mesmo sendo uma criança tão nova, seus pais já haviam planejado seu futuro, ser um astro do Football profissional, era uma familia feliz que vivia constantemente se divertindo nos churrascos de fim de semana, brincando e se divertindo, as vezes Johnson fazia questão de ensinar a seu filho truques para lançar a bola, mas o garoto tinha mesmo a habilidade de ser um velocista em campo.
A posso que a criança passara a jogar com 6 anos começara a mudar o futuro, um lançador que se movimentava veloz como um corredor, uma vantagem que o fez ganhar a liga infantil de football naquele ano e no seguinte.
No verão de 1982, a família Myers viajou de férias para a Europa, num tour para descansar, após Mike novamente levar o troféu pra casa, um bônus para o garoto tão exemplar para sua família, era filho único e os pais se sentiam felizes com isso, faziam tudo o que era necessário para ele, na mesma medida que o cobrava também, o primeiro destino havia sido Paris-França. A cidade luz fora divertida para eles, visitando grandes construções, museus, muito romântico para o casal também, afinal eles de amavam bastante.
Dias depois foram para Itália, Veneza e seu destino seguinte seria Roma, seria...
Nem tudo na vida de Mike seria flores, o inesperado aconteceu, numa estrada da rodovia que conectava Veneza com Roma, um acidente de transito sem explicação alguma, um caminhão que chocou de frente com o veiculo matando seus pais na hora, a criança teve lesões graves, concussões e fraturas em alguns ossos escapou com vida...
Ou quase...
Sem ter parentes próximos vivos, sem ter ninguém, o garoto passou meses na UTI de um hospital italiano, de toda a sua vida, apenas lhe restara um nome.
Após alguns meses, a criança acordou desnorteada, com dores, sem memória e sem esperança, a pancada que sofrera no acidente fora tão intensa que seu cérebro desligou-se de qualquer recordação que pudesse leva-la a lembrar daquela dor.
A assistência social estava preparando os papeis de sua transferência de volta para a América, ainda era uma criança americana que sabia apenas o seu nome só porque os médicos lhe informaram, mas um homem misterioso apareceu no hospital trajando terno, era alto, pele clara e loiro, alegou ser seu pai, seu verdadeiro pai e disse que o cara do acidente era um padrasto.
Não se sabe o que ele fez, mas convenceu a todos com essa mentira e levou Mike com ele, o que se pode afirmar é que não tinha intenções ruins, o homem levou a criança para o Santuário, a instalou na vila Rodorio que fica em seus arredores.
Todos os dias ele ordenava a criança a estudar sobre botânico, plantas venenosas, plantas medicinais, alucinógenos, tudo o que podia a respeito, a criança não compreendia.
Seu dia começava as 5:00 da manhã, treinos físicos e corrida ate as 10:00, depois que comia estudava botânica e fazia pesquisas ate as 16:00 e por fim mais treino físico ate as 19:00, acabava seu dia as 22:00 após a meditação.
Seu treinamento físico se resumos em técnicas de combate físico, treinamentos de resposta rápida, reflexo, corridas para desenvolver ainda mais sua agilidade, tinha o esporte no sangue, tinha um espirito guerreiro e competitivo, ao anoitecer estudava toda a ciência envolvendo o corpo humano e como manipular receitas para curar e ate mesmo destruí-lo
Os anos se passaram e o garoto foi se desenvolvendo, movia-se rápido, se tornara ágil e forte, seu conhecimento se desenvolvia na mesma proporção que suas habilidades físicas, mas ainda lhe faltara uma ultima essência, o cosmo...
Em 1988, Mike estava sentado em uma das pilastras quebradas do santuário, de cabeça baixa com os antebraços relaxando sobre as pernas, enquanto seu mestre lhe dava broncas e reclamava, ele fora muito severo com Mike pela sua demora em despertar o cosmo, era inaceitável alguém com suas habilidades não poder se tornar cavaleiro por não dominar a sua força interior.
Mike só não tinha tido a motivação que precisava para tal, ele se cobrava, suas mãos tinham hematoma de cada vez que tentava achar a forma para isso. Mas não conseguia.
Ate aquela noite....
Naquela noite. O mestre de Mike se excedeu, partiu para ofensas graves, o chamara de imprestável, gritava com todas as forças dos pulmões que preferiria deixa-lo morrer no hospital, enquanto Mike engoliu tudo calado ate esse ponto, ele começou aos poucos a falar “cale a boca....”, mas não se calou, a raiva do garoto começou a crescer e crescer, a medida que seu ódio aumentava, a frase “cale a boca” subia o seu tom.
Ate que num excesso de fúria, Mike despertou o cosmo ao desferir um soco na direção de seu mestre que desviou do ataque no ultimo instante, fazendo um corte raso em deu rosto e destruindo uma coluna a atrás dele, o garoto assustou achando que seu mestre fosse ficar furioso com ele, mas não ele sorriu e deu os parabéns a seu pupilo.
A partir daquela noite, Mike ficou encarregado de treinar todo o da, o dia todo a mesma coisa, dominar o cosmo, o que não foi fácil.
Três anos se passaram nessa luta para controlar o cosmo, finalmente ele aprendeu.
É o ano de 1991, muitos testes foram feitos para eleger os cavaleiros, aos aspirantes que eram derrotados, retornava aos treinamentos, Mike foi seguindo a vida, foi evoluindo, batalha atrás de batalha ate chegar na sua última.
Não fora uma batalha muito difícil, complicada talvez. Mas não era difícil, o adversário era grande e muito forte, mas era lento, a palma de suas luvas estavam lambuzadas com uma pasta esverdeada, tanto que Mike não dava socos em seu rival.
Apenas comprava com as mãos abertas, manchando os braços e antebraços com a pasta q nada mais era um veneno não letal, não era capaz de mata-lo, mas deixa-lo maia enfraquecido e com alucinógenos, pelo seu porte ser muito grande levaria mais tempo para o efeito aparecer.
Ate que veio...
Mike retirou suas luvas com cuidado para não ser atingido com sue próprio veneno e correu na direção de seu inimigo, ele podia estar fraco, mas dava muito trabalho, a agilidade que tinha o ajudara a atingir a velocidade do som com facilidade, fazendo assim golpear o inimigo de maneira certeira em seu peito desferindo um golpe de puro cosmo.
O ataque fez com que o brutamontes fosse arremessado para trás e sua vitória foi decretada, mas fora questionado do motivo dele usar as luvas e depois retira-las, Mike não mentiu, disse a verdade sobre a pasta que ele havia desenvolvido para enfraquecer seu inimigo, era um adversário muito grande e estava em desvantagem, o veneno serviu apenas pra gerar um equilíbrio e assim compreenderam suas intenções, acima disso compreenderam sua sinceridade também e permitiu-lhe a aprovação tornando-o cavaleiro de Hidra.
Mensagens : 9

Ficha
VIDA:
500/500  (500/500)
COSMO:
500/500  (500/500)
Nível: 1

Pontos : 19

Ficha
VIDA:
500/500  (500/500)
COSMO:
500/500  (500/500)
Nível: 1

Data de inscrição : 04/01/2015

Ficha
VIDA:
500/500  (500/500)
COSMO:
500/500  (500/500)
Nível: 1

Ver perfil do usuário
avatar
Cavaleiro de Bronze

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por The Saint em Qua Set 06, 2017 10:28 pm









Mike

O primeiro guerreiro




Seu personagem é bem interessante. No começo, pensei que ele era um tipo de pessoa irredutível. Contudo, no fim da história, se mostrou flexível e muito hábil em analisar e flexibilizar suas ações. E mesmo assim, continuou coerente com a personalidade citada. Com certeza vou acompanhá-lo de perto.
Me alegro em informar que sua ficha foi aprovada!
Seja bem-vindo, Mike de Hidra






Made by Lexiel@Sugar Avatar& Aglomerado
Mensagens : 69

Ficha
VIDA:
100/100  (100/100)
COSMO:
100/100  (100/100)
Nível: 1

Pontos : 289

Ficha
VIDA:
100/100  (100/100)
COSMO:
100/100  (100/100)
Nível: 1

Data de inscrição : 25/12/2014

Ficha
VIDA:
100/100  (100/100)
COSMO:
100/100  (100/100)
Nível: 1

Ver perfil do usuário http://nclrpg.forumeiros.com
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum