Treino de Fenrir

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Fenrir de Dragão em Sab Abr 25, 2015 9:33 am

F e n r i r
A armadura de aspirante era um pouco engraçada, mas eu gostei dela por causa de um detalhe besta no ombro esquerdo que eu mesmo implantei, uma cabeça de um lobo para não fugir da minha origem, me afastei um pouco do Santuário e então decidir andar um pouco pelas redondezas e talvez explorar novos lugares, meu instinto animal ainda estava ativo e me dava muita vontade de caçar animais por que humanos me dava nojo, talvez por causa da nova forma, enquanto caminhava percebi uma certa movimentação de soldados de Atena indo em direção à uma Arena, parecia que tinha algo de muito bom acontecendo já que o publico era considerável, imaginei que tivesse algum cavaleiro de nível superior como Prata ou Bronze, pois são os mais desocupados, diferente dos Cavaleiros de Ouro.     Andei por um caminho de pedra que levava diretamente a Arena e para melhorar a impressão do lugar vi um soldado raso ser jogado dela e cair gravemente ferido, de fato a coisa era bem divertida lá dentro. Cheguei na Arena e então me encostei na entrada no lado de dentro e um soldado pulou da plateia para desafiar o homem que até então era o fortão, ele tinha cabelos longos de cor avermelhada, parecia medir 1,87 de altura e um corpo bem definido, oque me deixava impressionado era que o seu adversário tinha por volta de 2 metros de altura e um corpo monstruoso, notei que o homem desafiado me notou e me encarou como se me quisesse na Arena, mas o desafio dele era outro. Olhei atentamente aquela pessoa derrotar um homem enorme e debochar dele e foi ai que eu entrei no meio. "Ei, mascarado, vai me enfrentar mesmo?" disse o soldado bem entusiasmado. - Já enfrentei inimigos piores, vamos brincar garoto. - Respondi-o no mesmo nível. Ele elevou seu cosmo primeiro e para o seu nível era bem alto, mas nada que me impressionasse, gostei da reação dele ao perceber que meu cosmo igualava ao dele de forma tão simples, meus olhos vermelhos me deixava com água na boca para lutar e isso me traria de volta a forma que sempre tive.

Começamos o combate com uma velocidade bem grande, porém, ele era mais rápido que eu e isso era um problema, um de meus socos por mais lento que fosse pegou sua barriga e lhe jogou contra a parede da Arena me dando uma bela chance e aproveitei indo para cima com velocidade e força no próximo golpe, mas ele também foi esperto e se recuperou rapidamente como se nada tivesse acontecido e ao se esquivar do e meu golpe ele  girou e me deu um chute com  a canela que pegou mais a minha costela do que a barriga, isso doeu bastante, mas não era hora de se preocupar, como ele era rápido deixei que vinhe-se até mim e esperei atentamente quando ele tentou me acerta com um soco e conseguir defende com o braço direito e dar um soco com a esquerda, porém, ele também defendeu. "Você durou mais que os outros, quem é você?" Disse o soldado. - Cavaleiro de Atena, Fenrir! - Respondi forçando o punho esquerdo para tentar causar dano à ele. " Humpf, como pode? " Surpreso ele falou e abaixou sua guarda. Aproveitei a chance e conseguir dar um soco na sua cara que foi a fonte para uma sequencia não só no rosto como na barriga, no total de 5 socos seguidos e no ultimo com muita força no meio de seu peito fazendo ele ir parar longe. - Ora, oque foi? Desistiu? - Respondi debochando dele. "Conheço lendas a seu respeito, Fenrir, eu me chamo Yhon, mas só a sua fama não vai me derrotar." Yhon era o nome do soldado que me disse sobre alguma fama, e eu pensando que fui esquecido pela eternidade. Continuamos nossa luta e trocamos bastante socos e chutes, eu já estava exausto aponto de fechar meu olho direito e lutar apenas com o esquerdo, nossas bases estavam Ok, mas o folego ainda faltava. Fui para cima de Yhon e então consegui acerta um soco no rosto dele e ao cair terminei de finaliza-lo com um chute.

Já era tarde quando terminamos a luta e ainda havia alguns loucos vibrando com o resultado, senti que ele deixou um espaço aberto para que eu pudesse acerta-lo e finalizar a luta e com certeza eu faria o mesmo já estava no zero assim como ele, tive noção que fora ele havia mais guerreiro fortes por ai, com um aberto de mãos me despedi de Yhon. "É uma honra lutar com uma lenda lado a lado." Disse Yhon antes de ir embora. - Errado... Estou apenas começando a minha lenda. - Respondi a ele e me virei indo embora para o meu local de descanso que era no santuário e ainda havia muita tarefa para concluir, a tarde em encantava na Grécia, mas não era como na Noruega, parei em cima de uma pilastra onde dava para observa o caminho para as Doze casas e o templo de Atena. Será que fui a única divindade que decidiu defender a terra? Me perguntava isso as vezes no meu pensamento, mas não me intrigava muito, já ia escurecendo e então decidir voltar ao santuário o quanto antes.
Mensagens : 19

Ficha
VIDA:
100/100  (100/100)
COSMO:
100/100  (100/100)
Nível: 26

Pontos : 27

Ficha
VIDA:
100/100  (100/100)
COSMO:
100/100  (100/100)
Nível: 26

Data de inscrição : 26/12/2014

Ficha
VIDA:
100/100  (100/100)
COSMO:
100/100  (100/100)
Nível: 26

Idade : 21

Ficha
VIDA:
100/100  (100/100)
COSMO:
100/100  (100/100)
Nível: 26

Ver perfil do usuário
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Câncer em Sab Abr 25, 2015 7:00 pm
Avaliação
Treino

Gostei da forma como conduziu seu treino, não foi cansativo de se ler e as ações bem descritas. Achei interessante a forma como encarou o desafio e o seu adversário mostrando a postura e a forma de pensar de seu personagem. Não encontrei erros de grafia ou de qualquer outra natureza. Parabéns pelo treino

Recompensa:

+2 Lvs
Mensagens : 35

Ficha
VIDA:
2000/2000  (2000/2000)
COSMO:
2000/2000  (2000/2000)
Nível: 5

Pontos : 50

Ficha
VIDA:
2000/2000  (2000/2000)
COSMO:
2000/2000  (2000/2000)
Nível: 5

Data de inscrição : 28/12/2014

Ficha
VIDA:
2000/2000  (2000/2000)
COSMO:
2000/2000  (2000/2000)
Nível: 5

Ver perfil do usuário
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Fenrir de Dragão em Qua Maio 13, 2015 3:11 am

Bela Noruega


Decidi me retirar do Santuário por um curto período para treinamentos mais árduos, uma boa opção seria um treinamento mental, mas creio que não fizesse muito meu estilo era um tipo de treinamento bem interessante, mas deixo isto de lado por um tempo, o treinamento no Santuário é muito bom só que existe coisas que apenas presenciando para aprender a se defender e experiência é algo que não me falta apenas preciso me atualizar já que muita coisa mudou desde a ultima vez que vim a este lugar. A Noruega é um lugar muito lindo segundo comentários das pessoas, pensei em viajar até lá para conhecer melhor e aproveitar um pouco o tempo que me restava até me torna um Cavaleiro por completo, sentia que estava chegando perto e crio que não demoraria muito, quem sabe me torna um Cavaleiro de Ouro, meu objetivo era bem grande e isso me entusiasmava a ir mais adiante com ele se minha força de vontade fosse grande nenhum obstáculo a minha frente seria um problema, da Grécia a Noruega, de fato uma viagem bem longa e cansativa, mas meus olhos vermelhos transmitia entusiasmo com a viagem, talvez fosse conhecer o país primeiro, pensava se minha armadura de aspirante fosse causar algum tumulto, mas isso deveria ser besteira, detalhes tão irrelevante não deveria ser suficiente para causar um tumulto fora da Grécia, me perguntava se o povo de lá fazia ideia da existência de nós cavaleiros ou se nós cavaleiros de Atena eramos como uma "lenda" nunca vista antes, Atena costumava reencarna a cada 100 anos para deter os planos dos Deuses Hades e Poseidon, então talvez o povo soubesse da existência dos Deuses, ser bem recebido ou não, não me atrapalhava e apenas me deixava entusiasmado.

[...]

Enfim, Noruega, um local bem frio por sinal! Isso me deixava bem acomodado e aparentemente um lugar calmo e muito pacifico, os ventos frios e refrescante da Noruega acalmava qual quer um que estivesse de mal humor, andei um pouco por alguns cantos da cidade e fui decorando cada canto, fosse, bar, loja, mercado ou loja de armamento, pus a mão no bolso e percebi que tinha algum dinheiro e pensei em comprar uma lança, mas isso seria contra as regras do santuário, um cavaleiro não deve usar armas para se defender, mas eu estava bem longe de casa acho difícil que Atena zelasse por um ser desprezível como eu. Empurrei a porta e o sino balançava sinalizando mais um cliente, duas pessoas na loja olhava discretamente e parecia estranhar os meus trajes, creio que não a armadura mais sim a camisa longa cobrindo quase que metade do meu rosto e a calça, não era uma mistura das melhores, talvez estivesse fora de moda, mas não ligo para isso, é difícil achar uma arma boa, maioria era bastante pesada e isso me complicava, procurava por uma que fosse pesada da ponta da lamina até uns 12cm da madeira, encontrei uma bem grandinha quase do meu tamanho, gostei do design e também da sua lamina, gastei um pouco com ela mas acho que valeu apena aproveitei para comprar um elmo novo, não chamei muita atenção na cidade isso até entrar em um bar para beber alguma coisa é de fato chato ter que retirar a mascara então pedi uma bebida para levar, encostei minha lança inclinada no balção bem próxima ao meu braço direito, um homem metido a brabo fofocava algo com seus amigos e olhava diretamente a mim, parecia querer arrumar confusão, estranhei a reação da garota que me serviu não me cobrar pela bebida, ele me deu uma sacola para leva-la e antes que eu pudesse pega-la aquele homem fedido e gordo batia no balcão com tanta força que derrubou a bebida e ainda desequilibrou a lança fazendo-a cair sobre meu braço. -Ei, você seu idiota, quem você pensa que é para chegar aqui?! - Palavras do homem bêbado que mal se aguentava em pé. Ignorei-o e peguei minha bebida, segurei a minha lança e fui me levantado do banco, por precaução coloquei a sacola entre o pulso esquerdo e segurei a lança do mesmo lado. - Alguém melhor do que você, bêbado imundo. - Respondi a ele e fui saindo, o bêbado tentava me acerta com uma garra no momento em que dei as costas, percebi que ele tentaria algo por causa da reação dos outros a minha frente e então calmamente dei um passo para o lado e me virei de lado assim desviando do golpe dele, feito isso dei um soco no bucho forte suficiente para desmaia-lo e fui saindo do local, a menina me olhava assustada e ao mesmo tempo feliz por aquilo ter acontecido com o bêbado, virei meu rosto até o ombro onde pudesse ver-la com meus olhos e sai de lá depois disso.

Caminhei um pouco mais pela cidade que eu não sabia nem mesmo o nome, escutei quando um bando de guardas da cidade passaram e falava sobre cobrar impostos de um bar "escondido" em uma das ruas da cidade, logo me veio a cabeça o bar que desmaiei o bêbado e daquela garota, será mesmo que o objetivo deles era os impostos? Não sei exatamente e por isso me decidir ir com eles e para minha sorte os nossos trajes eram exatamente iguais então fiquei um pouco atras apenas seguindo-o e o caminho era cada vez mais familiar, parei em uma barraca para não chamar a atenção de que estava seguindo eles e foi nesse momento em que um parou e olhou para trás, ele não deu muita bola por causa dos trajes e continuou andando, me pergunto se eram mesmo guardas da cidade. Eles entravam na rua do bar esperei um pouco e fiquei encostado na parede apenas observando, um deles entravam e sem demora jogavam a garota para fora do bar, começavam a falar besteiras e coisas de verdadeiros pervertidos, não preciso de idade para saber que aquilo era um estrupo, deixei que levasse aquilo mais adiante e como não fariam algo por ali eles prendia-a com cordas e levava para uma sala ha 10 metros do bar, não demorei e fui andando até o portão do local, coloquei os ouvidos entre o portão e escutei a conversa, a garota implorava para que não fizessem nada com ela e que o imposto seria pago na data decretada, mas ele não escutavam, um deles mandavam tirar a roupa dela, a garota não tinha como se recusar a fazer aquilo, ela pedia pela ultima vez... "Não". Não demorei mais e tomei uma certa distância para dar uma pesada no portão e derruba-lo, os guardas se assustaram com o impacto e se viraram para mim um deles com a mão no zíper teve que fecha-lo novamente e sua reação não muito boa, a garota sorria quando me via diferente dos outros. - Quem é você? - Perguntava um homem que aparentava ser o líder dos outros dois com ele. Eu deveria responder a ele? Ou apenas ignora-lo e atacar aqueles três indevidos? Não era para isso que eu vim a Noruega, mas de certo modo me interessei na luta. - Soldado de Atena, mas isso não interessa, matarei vocês. - Disse com frieza sem esperar por reações e joguei minha lança com precisão acertando e varando o peito de um dos seus homens, a lança parava em uma parede e deixava um buraco no meio do peito de um dos capangas que caia de joelhos já morto. A reação dos outros dois foi de dar um passo para trás e com bastante medo não conseguiram falar, uma ótima chance e pela circunstância do momento só fiz andar lentamente até o outro capanga e e quanto mais me aproximava dele mais ele olhava nos meus olhos e sentia medo, segurei na garganta dele e com o dedo polegar e o indicador e médio fiz bastante força a ponto de quebrar sua garganta e assim promover sua morte com sangue saindo da sua garganta como cai água de uma caixa quando esborra, aquele ser humano parecia sentir medo pela primeira vez em sua vida, seu suor era frio como os ventos fortes de Asgard, seu corpo não lhe obedecia como um cão sem aceitar ordens de seu dono, mas isso tudo por que eu era um "soldado de Atena" ? Creio que tenha algo ha mais nessa história, não quis prolongar minha permanência naquele local e então dei um soco forte no meio do peito do homem fazendo-o cair no chão, peguei minha lança que estava ha poucos metros de distância e cravei no seu peito próximo ao coração, deixei a lança nele e soltei a garota, ela ainda estava um pouco assustada e me agradeceu mesmo assim, virei as costas e segui meu rumo saindo daquele local que já não me agradava mais, precisava encontrar um lugar para descansar pensar um pouco na vida já que depois que me tornasse um Cavaleiro não teria essa mordomia toda.
Mensagens : 19

Ficha
VIDA:
100/100  (100/100)
COSMO:
100/100  (100/100)
Nível: 26

Pontos : 27

Ficha
VIDA:
100/100  (100/100)
COSMO:
100/100  (100/100)
Nível: 26

Data de inscrição : 26/12/2014

Ficha
VIDA:
100/100  (100/100)
COSMO:
100/100  (100/100)
Nível: 26

Idade : 21

Ficha
VIDA:
100/100  (100/100)
COSMO:
100/100  (100/100)
Nível: 26

Ver perfil do usuário
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Câncer em Seg Maio 18, 2015 5:29 pm
Avaliação
Treino

Sua escrita manteve-se muito boa como sempre, não vi problemas que merecessem ser ressaltados e por isso receberá as recompenssas.

Recompensa:

+4 Lvs
Mensagens : 35

Ficha
VIDA:
2000/2000  (2000/2000)
COSMO:
2000/2000  (2000/2000)
Nível: 5

Pontos : 50

Ficha
VIDA:
2000/2000  (2000/2000)
COSMO:
2000/2000  (2000/2000)
Nível: 5

Data de inscrição : 28/12/2014

Ficha
VIDA:
2000/2000  (2000/2000)
COSMO:
2000/2000  (2000/2000)
Nível: 5

Ver perfil do usuário
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum